quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Está à solta ou não?

Na semana passada, ao ler o Metro, fiquei com algumas dúvidas.
Analisemos a notícia:

Título: Criminosos de guerra ainda à solta;
Texto: Dinko Sadic, responsável pela "solução final" na Croácia, morreu em Julho deste ano

DÚVIDA: se o homem morreu em Julho, porque é que está incluído na notícia?!

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

MONTY PYTHON

NOVIDADE URGENTE

Os Monty Python tem um canal oficial no You Tube.





O link:

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Os meus anos e as prendas - III

Em primeiro lugar, uma alteração à lista de prendas. Os milhões de cheques brindes devem ser da FNAC.
Posto isto, mais um acréscimo à lista.
Para aquelas almas que ainda assim não compraram os cheques brindes, certamente por entretanto terem esgotado, podem comprar, mas só em último recurso, o after shave que utilizo, ou um perfume.
Isto só na condição dos cheques brindes FNAC estarem esgotados.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Os meus anos e as prendas - II

Para as milhares de pessoas que ainda não decidiram que prenda que vão dar, além das que estão neste post, aqui vai mais uma ajuda.

Quero uma tshirt com a capa do "Unknown pleasures" dos Joy Division.



Boomp3.com

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Os meus anos e as prendas

Como já devem saber (aqueles que sabem), no próximo dia 16 faço anos.
Para facilitar a vida às pessoas, aqui vai uma preciosa ajuda quanto às minhas prendas.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

O concerto do Peter Murphy no Coliseu

Tal como o anunciado, no passado domingo, eu e a minha querida marida lá estávamos no Coliseu para mais um concerto do Peter Murphy.

O facto de ser domingo e a crise mundial que vivemos, influenciou no número de espectadores.
A plateia tinha muita gente, mas havia espaço suficiente para se movimentarem e dançarem, a tribuna estava quase cheia.

A entrada do Peter Murphy, como habitualmente, é espectacular.
video
infelizmente o som não faz jus à actuação


Ficamos nuns lugares bons, com boa visibilidade. Só quando o Peter Murphy se deslocava totalmente para a nossa esquerda é que não o víamos totalmente.
Quanto ao concerto, tivemos três tipos de músicas, do Peter Murphy, dos Bauhaus e de um novo álbum que vai sair.
No palco, Peter Murphy é inigualável, as suas poses, os jogos que faz com as luzes, aquele andar tipo moonwalk. É sempre delicioso vê-lo. A acompanha-lo tinha uma banda com três elementos, bateria/teclas, baixo e guitarra eléctrica.
Pode não ter sido dos melhores concertos, a solo, mas gosta-se sempre, mesmo que no fim fiquemos com aquela impressão que soube a pouco (a pouco, porque ficávamos a noite toda a vê-lo actuar).




video
a última música