quinta-feira, 24 de março de 2011

Poema da crise

Não fui boy, não fui distinguido
Não sou laranjinha, não vou ser contemplado
Vou continuar na mesma, vou continuar tramado.

Sem comentários:

Enviar um comentário