segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Um bom 2015


Quem acompanha este blogue, concordará comigo que 2014 foi o ano do xicolate.
Espero que este ano que agora finda, na medida dos possíveis, tenha sido o mais doce possível. 
Que 2015 seja muitíssimo melhor. Um excelente novo ano para todos.

Será 2015 o ano do chouriço? 

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Doce Natal

Espero que tenham tido um doce Natal.
Esta fotografia não é nenhuma piada indecente ao Remus.
Não foi o Pai Natal que apareceu lá em casa, como facilmente podem comprovar pelas ternurentas mãos, apareceu antes a Menina Natal.
Para além de todos estes doces, na fotografia aparece um doce de pessoa, sabem quem é?

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Desejos


Para todos que costumam vir a este blogue, desejo um Santo Natal.
Para aqueles que nunca vieram a este blogue, ou só costumam vir uma vez por ano, desejo na mesma um Santo Natal.
Basicamente, desejo a toda a gente um Santo Natal.


Presépio feito por mim e pela Menina R.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Porta e afins 98 - Porta da dúvida

Porta da dúvida
Rua Fernandes Tomás, Centro Comercial Gran Plaza, Porto.

Fiquei com uma dúvida, soon, mas quando? 
Já de seguida, daqui a 5 minutos, ainda hoje, na próxima semana, mês, ano, quando o rei fizer anos, quando formos um país com políticos decentes, pois, nunca...

A porta 100 está à porta.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Menina R

Sofá, almofada, manta, lareira, televisão.

Deitada no SOFÁ;
cabeça refastelada na ALMOFADA;
tapadinha pela MANTA;
com LAREIRA acesa;
e TELEVISÂO ligada no canal da preferência.

Numa tarde fria de domingo, poderá querer-se algo mais? 
Eu queria, mas como sou um insatisfeito por natureza, não conto.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

959 gramas


Quem trabalha numa profissão como a minha, sabe que a monotonia é uma palavra desconhecida. É um telefonema que nos rouba tempo e paciência, é uma voz simpática ao telefone a querer uma informação, é um colega a perguntar-nos se sabemos onde está um processo, é o correr para os gabinetes dos magistrados com processos, enfim são dias imprevisíveis. 
E para confirmar essa imprevisibilidade, ontem vieram-me entregar uma encomenda dos CTT com o meu nome como destinatário, mas sem remetente. 
Estranhei, mas como corajoso que sou e levemente curioso, abri.
Mal levantei a tampa, apercebi-me do que era. 
Xicolates. Mais concretamente, 959 gramas de xicolate.
Não é preciso ser nenhum génio para saber quem os enviou.
E numa fracção de segundos, compreendi o meu erro. Tinha feito tudo mal. 
Não há gaivota nenhuma, nem monstro das bolachas, que consigam comer 959 gramas de xicolate.  Como só ia entregar um modesto xicolate (efeitos da crise, sou um jovem sem subsídio de Natal) era sempre vítima da gulosice daquelas personagens. Da próxima vez, tenho de arranjar um xicolate com mais de 900 gramas.


Resta-me agradecer ao Remus tamanha gentileza, retribuir-lhe os desejos de um santo e feliz Natal, inclusos para família e amigos, que 2015 seja muitíssimo melhor que este ano. 
Não lhe posso retribuir da mesma doce forma, pois falta-me o código postal e a rua. 
Se não for agora, num futuro próximo será.

E assim, com este episódio extra, fica encerrada a telenovela do xicolate.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Foto-agradecimento

Depois de tanta xicolate-generosidade, sinto-me na obrigação de foto-agradecer.
Não sei se o guloso do Remus gosta, mas posso garantir que é muito bom.


E assim, declaro iniciada a época natalícia neste blogue.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Para o super guloso de mão estendida


Eu tentei, já perdi a conta das vezes que tentei.
Sempre que tento entregar o xicolate ao Remus acontece algo. 
Aqui fica a prova da minha última tentativa.










quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

O rei petrificado


E foi assim que a Rute respondeu a um comentário meu.

Yashica Mat 124G
Kodak Tri-X 400
f/8
1/125 s
Rua de Santa Catarina, Porto, 02-06-2014

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Porta e afins 97 - Porta Super Lock

Porta Super Lock
Rua de Sá da Bandeira, Porto

Não é Super Bock, é Super Lock - A rua é super.
Mais uma porta da antiga Casa Forte. (porta nºs 12 e 16)

A porta 100 está à porta.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Porta e afins 96 - Porta azul da girafa

Porta azul da girafa
Avenida Fernão de Magalhães, Porto.

As girafas estão por todo o lado no Porto, até se associaram às minhas portas.

A porta 100 está à porta.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Trilogia das Caves Sandeman - II

Habitualmente, nas minhas trilogias, a derradeira fotografia é a que considero a melhor. Nesta trilogia não é assim, podem até já ficar a saber que esta é a minha preferidas das três. Mas guardei para finalizar, aquela que é o momento alto desta trilogia, aguardem.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Ele vem aí




- Pai, é verdade que ele anda por aí? Perguntou a jovem criança, com uma voz trémula, enquanto espreitava pelas ameias do castelo.
- Fala baixo que ele ainda nos ouve. É verdade, não pára um segundo. Anda a vasculhar por toda a cidade, olha para todas as pessoas com uns olhos assustadores. – disse o pai a sussurrar – Não espreites que ele ainda te vê.
- Mas pai, porque é que não lhe dás o xicolate?
- Sabes, ele é uma espécie de monstro das bolachas, mas só de xicolates. Não adianta dares um xicolate, ele quer uma fábrica deles. Agora virou-se novamente para os xicolates, mas antes já foi um mini-monstrodas bolachas, mas começou a enjoar um bocadito e por cada dentada numa bolacha dava três dentadas em xicolate. Para ajudar a digestão, dizia que uma precisava de uma grade de Jolas. Passado algum tempo, descobriu que podia juntar num só, os biscoitos e o xicolate. Foram gigantes momentos de doçura. E quando descobriu as gulosices coloridas!!! Andava sempre com os beiços multicolores. É claro que quando provou uns simples biscoitos, já não achou nada de especial, mas se fossem regados com uma certa bebida, eram comidos às toneladas.
Havia um doce que ele recusava-se a acompanhar com qualquer bebida, só podia ser aquela marca, daquele ano. A última vez que ouvi falar das suas monstruosidades, foi quando criou uma sande muito esquisita.
Pensei que nunca mais ia saber dele, mas pelos vistos ele voltou.
Baixa-te, que ele vem aí.....


Yashica Mat 124G
Kodak Tri-X 400
f/11
1/250 s
Castelo do Queijo, Porto, 13-09-2014

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

É o que se arranja

Certo senhor, pensa que lhe devo um xicolate.
Certo senhor, sabe que o ser humano festeja o seu aniversário uma vez por ano.
Certo senhor, sabe que nesse dia deve haver festa.
Certo senhor, sabe que nessa festa devem haver bolos.
Certo senhor, sabe que nessa festa devem haver diversos bolos com xicolate.
Certo senhor, deve saber que esses bolos levam diversos tipos de xicolate.
Certo senhor, deve saber que há bolos que levam MUITO XICOLATE
MUITO, MUITO XICOLATE


Certo senhor, sabe que as pessoas gostam muito de xicolate. 
No final da festa só sobram:

O xicolate acabou, ficaram as pipocas que também são doces. É o que se arranja...

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Fotografia enche-chouriços


Enquanto não dou a resposta apropriada a um certo senhor muito guloso, aqui fica uma fotografia do Mercado do Bolhão onde é visivel o seu lamentável estado.

Yashica Mat 124G
Kodak Tri-X 400
f/16
1/250 s
Mercado do Bolhão, Porto 11-06-2014

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Porta e afins 95 - Porta do carro grafiti

Porta do carro grafiti
Rua Gonçalo Cristóvão, Porto

Felizmente no Porto vai-se encontrando. cada vez mais, grafitis de qualidade.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Notícia de última hora


É o destino. 
Pela terceira vez que tento entregar o xicolate ao Remus, mas há sempre algo que impede de concretizar essa prioritária missão.
Desta vez, foi o Monstro das Bolachas. Já cansado da dieta rigorosa, e não encontrando nenhuma bolacha por perto, esse Monstro viu-me com o xicolate de elevado teor em cacau (superior a 80%) que ia entregar ao Remus
Não me lembro de mais nada, só sei que quando dei por mim, vi o Poupas, o Egas e o Becas a correram atrás desse monstro para que ele me devolve-se o chocolate. Num último olhar, vi esse Monstro a meter o chocolate todo na boca de uma só vez e a desaparecer.
Desisto, já não tenho forças anímicas nem físicas para entregar o xicolate. Pode o Remus ameaçar-me com magia negra, mas por muita vontade que tenha, há outras forças superiores que impendem esta entrega.

Halina Paulette Electric
Kodak T-Max 100
Estátua de "o Ardina"
Praça da Liberdade, Porto

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Tulipa lusco-fusco

Um das prendas que a menina R queria para os anos, eram umas tulipas. 
Em maio arranjar tulipas é complicado, mas lá conseguimos.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Porta e afins 92 - Porta do amor

Porta do amor
Rua do Cunha, Porto

Havia o barco do amor, no Porto, há a porta do amor. 
Quem lá entra. . .

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Sempre a sorrir

Quer esteja sol, quer esteja chuva, é vê-las pela cidade do Porto sempre a espalhar sorrisos. Esta, sorri para as "meninas" da Rua do Estevão.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Porta e afins 91 - Porta do terrorista elegante

Porta do terrorista elegante
Rua 31 de Janeiro, Porto
Será que alguém consegue dizer-me a qual organização terrorista pertence, ou será que é um terrorista freelancer?

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

A última desta semana

Última fotografia que coloco esta semana. 
Poderia dizer que iria passar os restantes dos dias à procura do chocolate, que não prometi que daria. Mas não, neste momento sinto-me tão traumatizado com a vossa gulosice por chocolate, que sempre que passo em frente a uma montra de uma loja com chocolates tendo-me a afastar. Houve uma vez que, de tanto me afastar, fui parar ao meio da rua e quase que ia sendo atropelado. Quando vou ao Continente, MiniPreço, Pingo Doce e Lidl nem consigo percorrer o corredor dos doces.
Mas o motivo de ser esta a última fotografia desta semana, é que vou formatar o meu computador, pelo que não vou ter muito tempo disponível. 

Yashica Mat 124G
Kodak Tri-X 400
f/22
1/250 s
Praia Atlântica, 13-09-2014

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Trilogia da Gaivota que me roubou o chocolate - III

Já satisfeita com um chocolate e uma prova de vinho do Porto, foi para o Castelo do Queijo apanhar um pouco de sol.

Yashica Mat 124G
Kodak Tri-X 400
f/22
1/250 s
Castelo do Queijo, Porto, 13-09-2014

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Trilogia da Gaivota que me roubou o chocolate - II

A desgraçada da gulosa-ladra gaivota, depois de beber um pouco de água no Chafariz do Laranjal, foi para Vila Nova de Gaia. De certeza à espera que algum turista, carregado de garrafas de vinho do Porto, tivesse um deslise e partisse a garrafa. 
Depois de comer um chocolate à pala, queria agora uma prova de vinho do Porto também à pala.

Halina Paulette Electric
Kodak T-Max 100
Jardim do Morro, Vila Nova de Gaia

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Trilogia da Gaivota que me roubou o chocolate - I

Na sequência do meu P.S (ou em inglês técnico UPDATE), aqui vai a primeira fotografia que tirei à ladra da gaivota.
A desgraçada fez uma paragem no Chafariz do Laranjal, na Praça da Trindade.
O chocolate deve-lhe ter feito sede. Está ali uma pomba a ver se tem alguma sorte, se lhe calha um momento doce, mas de certeza que a gulosa-ladra da gaivota não vai deixar cair nenhum pedaço de chocolate.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

A vossa insatisfação

Inicialmente pensei em fazer um concurso do tipo, quem adivinhava o edifício onde esta fotografia foi tirada. 
Como seria um concurso teria de haver prémio. Em tempos de crise o prémio teria de ser simbólico, um chocolate.
Mas depois lembrei-me daquele provérbio tão certeiro para o povo português: dá-se a mão, querem logo o braço. Já estava a ver os concorrentes a reclamarem com o prémio, pois queriam, não um chocolate, mas sim a fábrica de chocolates da Regina.
Portanto fiquem só com a fotografia que já é um belo prémio para as vossas vistas.

(eu escrevi que a fotogtrafia era um belo prémio??!!, estraguei tudo, já vai aparecer alguém a reclamar com o miserável prémio, ainda vai ter a lata de dizer: se fosse a Yashica....

P.S. (ou em inglês técnico UPDATE) - Hoje de manhã bem cedinho (14-10), meti-me a caminho para ir pessoalmente entregar o prémio. Infelizmente, devido à chuva o piso estava escorregadio e caí. Amassei um bocadinho o chocolate, mas ainda dava para comer. Poucos passos adiante, não reparei numa casca de banana e tornei a cair. O chocolate ficou ainda mais amassado, mas o cheiro e o sabor estavam intactos. Como não há duas sem três, não reparei num buraco no passeio. Tropecei, rodopiei, fiz uma pirueta, cambalhota, flic-flac e outros exercícios acrobáticos, mas consegui não deixar cair o chocolate ao chão. Infelizmente, como diz o provérbio, “o que faz o ladrão é a ocasião”, estava-me a endireitar, quando uma gaivota, em voo rasante, rouba-me o chocolate.
Lamento, mas não poderei entregar o prémio, fui vítima de uma gaivota oportunista e gulosa. Ainda lhe consegui ver bem o bico, corri atrás dela e tirei-lhe fotografias para a identificar.
Amanhã coloco a primeira de três fotografias que lhe tirei, para que possa possam ir atrás dela reclamar o prémio, ou então para fazer um arroz de gaivota, com fondue de chocolate.

Yashica Mat 124G
Kodak Tri-X 400
f/4
1/60 s
Mercado do Bolhão, Porto, 11-06-2014

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Caminho da Fé


Irmãos:

Todos temos um caminho a percorrer. 
Quando terminará, não deve ser essa a nossa preocupação.
Atentai ao percurso, que ele seja sempre feito na LUZ e afastai-vos das SOMBRAS.
Hoje, infelizmente as minhas palavras para vós terão de ser parcas, pois tenho de ir prestar urgente auxílio espiritual a uma jovem.
Relembro que as confissões são no local habitual, na Taberna das Cruzes, diariamente das 23h30m às 04h05m. O último pecador, paga a rodada.


O Vosso Arcebispo da Fé
Questiuncas

Yashica Mat 124G
Kodak Tri-X 400
f/11
1/250 s
Parque da Cidade do Porto, 13-09-2014

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Trilogia da Torre das Minas de S. Pedro da Cova - III

Quem quiser mais informação tem o Museu Mineiro.

Yashica Mat 124G
Iford FP4 Plus 125
f/5,6
1/125 s
S. Pedro da Cova, 11-07-2014

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Trilogia da Torre das Minas de S. Pedro da Cova - II

Quem quiser mais informação tem o Museu Mineiro.

Yashica Mat 124G
Iford FP4 Plus 125
f/8
1/125 s
S. Pedro da Cova, 11-07-2014

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Trilogia da Torre das Minas de S. Pedro da Cova - I

Quem quiser mais informação tem o Museu Mineiro.

Yashica Mat 124G
Iford FP4 Plus 125
f/8
1/125 s
S. Pedro da Cova, 11-07-2014

terça-feira, 30 de setembro de 2014

As modernices



- Então Leonor, gostas? disse ele todo contente. De todos os mosteiros, igrejas, catedrais e capelas é este o meu eleito.

- Olha Fernando - disse ela com uma voz menos contente do que a dele – Se queres casar comigo, tudo bem. Se queres casar aqui no Mosteiro de Leça do Balio, tudo bem. Se queres casar no próximo dia 15 de Maio de 1372, que assim seja. Mas fica já a saber, no dia do casamento, se aqueles carros ali em baixo à direita ainda lá estiverem, recuso-me a casar. Ainda pode vir alguém a querer anular o casamento alegando modernices do século XX.

Yashica Mat 124G
Ilford FP4 Plus 125
f/11
1/250 s
Mosteiro de Leça do Balio, 31-07-2014

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Porta e afins 90 - Porta da Feira Medieval

Porta da feira medieval de Santa Maria da Feira
Santa Maria da Feira, Feira Medieval

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Já na festa

Depois de estarmos na festa, tivemos de experimentar a roda gigante.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Vamos à festa

Já vamos um bocadito atrasados. Foi no S. João, no Jardim da Praça Mouzinho de Albuquerque (Rotunda da Boavista).
Ainda se podem ver umas luzes da roda gigante que esteve no Rock in Rio este ano.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Porta e afins 89 - Portão do garrafão


Portão do garrafão
Gondomar

Será que o garrafão está ali para uma pessoa se servir gratuitamente?
Será que o garrafão, apesar de branco, é para vinho tinto? 

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Girafas no Porto


 Rua Dr. Ricardo Jorge, Porto

A reserva natural de girafas citadinas do Porto é um autêntico sucesso. Para além de se ter expandido por várias zonas da cidade, é notório que as girafas e os portuenses estão perfeitamente integrados.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Jogo da sueca com 3 bancos

Será possível jogar à sueca com três pessoas? Mas só há três cadeiras. 
Poderá uma alma caridosa informar-me de algum jogo que possa ser jogado com três pessoas?

domingo, 7 de setembro de 2014

Remus petrificado e a lenda.

Ultimamente tem circulado na net a lenda do Remus petrificado ( aqui e também aqui).
Eu próprio quis acreditar que essa lenda fosse verdadeira, pois assim certamente que deixaria de ter tantas dores de cotovelo por causa dos seus pontos de vistas.
Mas, temos de ser realistas, será que aquela lenda reflecte a verdade? 
Será que, excluindo estas pessoas, alguém viu o Remus em carne e osso?
Não há nenhum relato, quer escrito, quer falado, que descreva essa tal personagem
Assim, de lápis e papel, percorri todos os continentes deste planeta, subi às mais altas montanhas, desci aos abismos mais profundos e pedi a todas as pessoas que encontrei, que me descrevessem como seria o Remus.
Recolhidos esses importantes testemunhos, elaborei uma fórmula matemática e baseado no resultado, posso concluir que é assim que o Remus é imaginado pelas pessoas deste planeta: 

(o facto de ele estar sentado no penico, deve ter sido devido a algum arredondamento na introdução dos dados na fórmula)

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

A saga continua



Este anos, cada disciplina tem um caderno colorido. Ainda falta encadernar.
Azul escuro - Matemática; Azul claro - Ciências; Verde - Inglês; Laranja - História e Rosa - Língua Portuguesa.

A fotografia ficou escura, mas atento o desgastante frete que ia ter, não tive paciência para ir buscar um candeeiro para obter melhor iluminação.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

O que dá não fazer um crop

O Homem, esse ser que tanto gosta de conquistar e ultrapassar obstáculos, por vezes tende a esquecer que os seus actos podem estragar aquilo que é belo.
Vejamos esta encosta. 
Aquela linha de transporte de energia eléctrica (canto superior esquerdo), certamente que é muito útil, mas estraga a paisagem e a fotografia. 
Podia fazer um crop e o problema estava resolvido.
Tem toda a razão, mas o meu objectivo com esta fotografia é chamar-vos à atenção para aquele ser destruidor que somos.
Um destes dias, para contrabalançar, coloco uma fotografia a demonstrar o ser maravilhoso que somos, quando não estamos a destruir.