quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Trilogia Animar o Remus III

Como de habitual nas minhas trilogias, a última fotografia é a minha preferida. 
Nesta trilogia de falhanços, posso dizer que esta é a fotografia que mais me entristeceu por não ter saído bem.
A estátua estava a menos de meio metro de distância, com o sol a dificultar a focagem.
E é precisamente a descofagem um dos motivos indicados pelo Remus.
Assim sendo para culminar esta trilogia, apresento uma fotografia focada, mas no local errado.

Ficou completamente desfocada a estátua e focada a berma do muro.
Assim encerro, em grande, esta trilogia intitulada Animar o Remus.
Espero que tenha servido para o animar e também para lançar alguma curiosidade em todos vocês relativamente à fotografia analógica.

Yashica Mat 124G
Kodak Tri X 400
f/3,5
1/500 s
Jardins do Palácio de Cristal, 04-06-2014

6 comentários:

  1. Agora sim. Agora fiquei realmente animado.
    É bom saber e ver, que o mestre Questiuncas também enfia a "pata na poça" de vez em quando.
    :-)

    PS: Como é que sabe a velocidade e a abertura que usou? No momento em que está a tirar as fotografias, aponta essa informação num livrinho preto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A última fotografia das trilogias é sempre especial, bem me parecia qe com esta não falhava em animar o Remus.
      É verdade, livrinho de capa preta. Mas estou fazer um livrinho com um "layout" (não me vem à cabeça a palavra correcta) já próprio em que só tenho de escrever em determinados espaços as informações (qual a abertura, velocidade, iso, data, hora, estado do tempo, EV, rolo, câmara, local, etc).

      Eliminar
  2. é uma fotografia de arquitectura. a beira do lago ficou muito bonita :)
    realmente nunca tinha reparado que esta yashica 124G tinha exif eléctrónico :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que estava à beira da estátua com o sol a incidir no visor (despolido) e não consegui focar correctamente.
      Quando tiro a fotografia, aponto num caderno todos os dados, alguns vou ver ao telemóvel (hora, e também instalei uma aplicação no telemóvel de GPS, mas é um bocado demorado, portanto não tenho utilizado).

      Eliminar
  3. Um final em grande, mesmo que ache que está mal eu gosto, independentemente do ponto de focagem e outros erros que só os experts em fotografia encontram. Interpreto esse cavalo como sendo um símbolo para o Remus, emergindo da trevas quando alguma foto não sai como ele queria :) :)
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como se costuma dizer, tirou-me as palavras da boca...

      Eliminar