sexta-feira, 8 de maio de 2015

O testamento


- Zezé, chega um bocadinho mais para trás. - disse ela com uma voz meia e doce.
- Mas Carlota, assim ainda caio por este abismo abaixo. - disse ele com uma voz temerosa.
- Se não fores mais para trás, não te consigo enquadrar com aquele grifo que está majestosamente a planar. E eu queria uma fotografia tua com o grifo para enviar ao João Menéres a desejar rápidas melhoras.
Muito receoso, o Zezé lá fez a vontade à sua recém esposa e deu três passos à retaguarda.
- Tens de ir mais para trás, mais, mais... - insistiu a Carlota.
- Ó Carlota, mas está ali uma casca de banana, ainda escorrego e caio.
- Não te preocupes, essa casca está seca, não escorregas nada, despacha-te. - já se notava a impaciência na voz de Carlota.
- Olha, a rocha está cheia de musgo escorregadio, ainda vou pela encosta abaixo. -disse o Zezé amedrontado.
- Não te preocupes, quando fui comprar esses sapatos, na loja garantiram-me que com essa sola não se escorrega. - disse ela, já muito impaciente.
- Carlota, meu amor, olha que ainda não alterei o meu testamento, não tive tempo, não estás incluída nele como minha principal herdeira.
- PÁRA ZEZÉ. Olha que ainda escorregas. As pessoas são muito porcas ao deixarem aqui as cascas de bananas, e o Estado!!! É uma tristeza, não cria caminhos para que as pessoas possam andar. Temos de caminhar pelas rochas cheias de musgo, sujeito a escorregarmos e a cairmos mais de 700 metros. Vamos embora, compro um postal em Freixo de Espada a Cinta e envio ao João Menéres a desejar rápidas melhoras. 

Qualquer semelhança entre esta fotografia e o texto com esta fotografia do Remus, não é pura coincidência.
Esta fotografia foi tirada no miradouro do Penedo Durão, local onde planam abutres e grifos. E devido a esta última ave, resolvi incluir neste texto o João Menéres, com votos de rápidas melhoras.

18 comentários:

  1. Agradeço a distinção, caro QUESTIUNCAS !
    Nunca imaginei que merecesse uma postagem.
    Já estou em casa
    Mas, a recuperação exige mais tempo e cuidados que não imaginava.
    Umas dores pontuais e uma fraqueza tremenda.
    Vamos a ver se para a semana já me sinto bem...

    Um abraço muito agradecido e sensibilizado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que interessa é que a recuperação seja completa.
      Será que já chegou o postal da Carlota de Freixo de Espada a Cinta?

      Eliminar
  2. nota-se que a Carlota é uma mulher moderna, que se adapta perfeitamente a novas situações!
    os modelos correram risco ou tinham arnês?!?!?!
    respeitando ou não as regras de segurança ficou um bom registo, com um texto bem adaptado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quais modelos, o que contei foi a pura realidade. Pelo menos foi assim que eu percebi o que ali se passou.

      Eliminar
  3. Uma vista privilegiada...
    Excelente registo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que a Carlota e Zezé também concordam.

      Eliminar
  4. Gostei muito deste teu post porque quando olhei para ele lembrei-me logo da postagem do Remus com uma paisagem muito semelhante, depois quando falaste do Grifo lembrei-me imendiatamente do nosso querido João Manéres, ainda antes de ver o seu nome. Depois o texto deu-me vontade de rir. é bom perceber como já nos vamos entendendo assim entre blogues, as brincadeiras, as referências 'escondidas' que descobrimos logo de quem ou de que coisa se trata. Este espírito de camaradagem é muito bom :)
    1 bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já estive para colocar esta fotografia anteriormente, mas havia sempre uma outra que se punha à frente, até que vi a fotografia do Remus e aí foi arranjar o texto e pronto.

      Eliminar
  5. Um texto cheio de humor...ainda bem que nós mulheres não somos nada interesseiras e nem nos atreveríamos a convidar o parceiro para uma escorregadela e ir desta para melhor :P
    Uma óptima ideia para desejar as melhoras ao João Menéres :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi arranjar um texto "adequado" à fotografia e pronto.

      Eliminar
  6. "Uma voz meia e doce..."
    Eu desconfiava que o Questiuncas fosse um bocado estranho... verde, com barbatanas e nariz comprido...
    Mas daí até falar com as peúgas... e contar-lhes histórias...

    ResponderEliminar
  7. Uma história com intriga, dinheiro, traição, astúcia... só não vejo onde está o sexo. Sem isso, essa história não daria enredo para uma telenovela de sucesso.
    Mas também deixe que lhe diga, que esse Zezé é um bocado medricas.
    :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Queria ver se o Remus fosse podre de rico e recém casado se seguia os pedidos da Carlota.

      Eliminar
    2. Se eu fosse podre de rico... não teria uma Carlota.
      :-)

      Eliminar
    3. Se não fosse uma Carlota... talvez uma Jaquina...
      O melhor seria mesmo uma Carlota Jaquina... tivémos uma... era Rainha... Bem... a senhora era linda... O Remus teria apreciado rainha semelhante... com tal porte... tenho a certeza absoluta!!!!

      Eliminar
  8. Carlota não? Porquê Remus?!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se ele fosse rico, não era uma Carlota, era um bando de Carlotas, Joaquinas, eu sei lá.

      Eliminar
    2. Afinal... O Questiuncas não é assim tão mente fechada... :-D :-D

      Eliminar