quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

A última desta semana

Última fotografia que coloco esta semana. 
Poderia dizer que iria passar os restantes dos dias à procura do chocolate, que não prometi que daria. Mas não, neste momento sinto-me tão traumatizado com a vossa gulosice por chocolate, que sempre que passo em frente a uma montra de uma loja com chocolates tendo-me a afastar. Houve uma vez que, de tanto me afastar, fui parar ao meio da rua e quase que ia sendo atropelado. Quando vou ao Continente, MiniPreço, Pingo Doce e Lidl nem consigo percorrer o corredor dos doces.
Mas o motivo de ser esta a última fotografia desta semana, é que vou formatar o meu computador, pelo que não vou ter muito tempo disponível. 

Yashica Mat 124G
Kodak Tri-X 400
f/22
1/250 s
Praia Atlântica, 13-09-2014

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

sexta-feira, 17 de Outubro de 2014

Trilogia da Gaivota que me roubou o chocolate - II

A desgraçada da gulosa-ladra gaivota, depois de beber um pouco de água no Chafariz do Laranjal, foi para Vila Nova de Gaia. De certeza à espera que algum turista, carregado de garrafas de vinho do Porto, tivesse um deslise e partisse a garrafa. 
Depois de comer um chocolate à pala, queria agora uma prova de vinho do Porto também à pala.

Halina Paulette Electric
Kodak T-Max 100
Jardim do Morro, Vila Nova de Gaia

quarta-feira, 15 de Outubro de 2014

Trilogia da Gaivota que me roubou o chocolate - I

Na sequência do meu P.S (ou em inglês técnico UPDATE), aqui vai a primeira fotografia que tirei à ladra da gaivota.
A desgraçada fez uma paragem no Chafariz do Laranjal, na Praça da Trindade.
O chocolate deve-lhe ter feito sede. Está ali uma pomba a ver se tem alguma sorte, se lhe calha um momento doce, mas de certeza que a gulosa-ladra da gaivota não vai deixar cair nenhum pedaço de chocolate.

segunda-feira, 13 de Outubro de 2014

A vossa insatisfação

Inicialmente pensei em fazer um concurso do tipo, quem adivinhava o edifício onde esta fotografia foi tirada. 
Como seria um concurso teria de haver prémio. Em tempos de crise o prémio teria de ser simbólico, um chocolate.
Mas depois lembrei-me daquele provérbio tão certeiro para o povo português: dá-se a mão, querem logo o braço. Já estava a ver os concorrentes a reclamarem com o prémio, pois queriam, não um chocolate, mas sim a fábrica de chocolates da Regina.
Portanto fiquem só com a fotografia que já é um belo prémio para as vossas vistas.

(eu escrevi que a fotogtrafia era um belo prémio??!!, estraguei tudo, já vai aparecer alguém a reclamar com o miserável prémio, ainda vai ter a lata de dizer: se fosse a Yashica....

P.S. (ou em inglês técnico UPDATE) - Hoje de manhã bem cedinho (14-10), meti-me a caminho para ir pessoalmente entregar o prémio. Infelizmente, devido à chuva o piso estava escorregadio e caí. Amassei um bocadinho o chocolate, mas ainda dava para comer. Poucos passos adiante, não reparei numa casca de banana e tornei a cair. O chocolate ficou ainda mais amassado, mas o cheiro e o sabor estavam intactos. Como não há duas sem três, não reparei num buraco no passeio. Tropecei, rodopiei, fiz uma pirueta, cambalhota, flic-flac e outros exercícios acrobáticos, mas consegui não deixar cair o chocolate ao chão. Infelizmente, como diz o provérbio, “o que faz o ladrão é a ocasião”, estava-me a endireitar, quando uma gaivota, em voo rasante, rouba-me o chocolate.
Lamento, mas não poderei entregar o prémio, fui vítima de uma gaivota oportunista e gulosa. Ainda lhe consegui ver bem o bico, corri atrás dela e tirei-lhe fotografias para a identificar.
Amanhã coloco a primeira de três fotografias que lhe tirei, para que possa possam ir atrás dela reclamar o prémio, ou então para fazer um arroz de gaivota, com fondue de chocolate.

Yashica Mat 124G
Kodak Tri-X 400
f/4
1/60 s
Mercado do Bolhão, Porto, 11-06-2014

sexta-feira, 10 de Outubro de 2014

Caminho da Fé


Irmãos:

Todos temos um caminho a percorrer. 
Quando terminará, não deve ser essa a nossa preocupação.
Atentai ao percurso, que ele seja sempre feito na LUZ e afastai-vos das SOMBRAS.
Hoje, infelizmente as minhas palavras para vós terão de ser parcas, pois tenho de ir prestar urgente auxílio espiritual a uma jovem.
Relembro que as confissões são no local habitual, na Taberna das Cruzes, diariamente das 23h30m às 04h05m. O último pecador, paga a rodada.


O Vosso Arcebispo da Fé
Questiuncas

Yashica Mat 124G
Kodak Tri-X 400
f/11
1/250 s
Parque da Cidade do Porto, 13-09-2014