segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

O dia especial





- Então hoje sempre é o dia especial? – perguntou ela, num misto de alegria e satisfação.

- É verdade, finalmente chegou o dia. Estava ansioso que ele chega-se. – disse ele, não conseguindo esconder o nervosismo que lhe assolava o corpo.

- Foi um longo percurso, mas ouvi dizer que houve uns percalços, umas confusões pelo meio. É verdade? – a curiosidade feminina está sempre presente, não importando se faz lembrar tristes acontecimentos.

- Isso são águas passadas. É verdade que uma vez fui parar aos braços de uma turista francesa. Não sei o que sucedeu, foi tão rápido. Quando dei por mim... Nem me quero lembrar disso. O que interessa é que é hoje, é agora. – disse-lhe ele meio envergonhado.

- Explicas-me porquê? Porque é que andas-te este tempo todo, sempre a subir e descer as escadas do Mercado do Bolhão só para que alguém tirasse-te uma fotografia? 


Yashica Mat 124G
Kodak Tri X 400
f/11
1/500 s
Mercado do Bolhão, 11-06-2014

sexta-feira, 29 de Agosto de 2014

Comparações

Pelo menos de quatro em quatro anos, há uns senhores que fazem o grande frete/sacrifício de se misturarem com o povo. É vê-los pelas feiras, mercados, nas empresas, nas ruas a distribuírem abraços pelos homens e beijos em crianças, senhoras e idosas. Terminada a campanha eleitoral, termina também o sacrifício.

O mesmo se passa comigo, mas é um sacrifício que anualmente tenho de fazer.
Todos os anos, a minha campanha eleitoral, é o encadernamento dos livros escolares da Menina R.
Compro o papel autocolante e perco horas a encadernar os livros e cadernos. Até o ano passado só tinha três disciplinas, agora que vai para o quinto ano são muitas disciplinas e muitíiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiissimos livros e cadernos.

quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

Hora de arrumar

A idade tem destas coisas. 
Ontem, entenda-se alguns anitos, ela gostava muito destes bonecos.
Hoje ela ainda gosta, mas já podem ser arrumados numa caixa e levados para o sótão dos avós da Menina R.
Para quem não saiba que bonecos são estes, apresento-vos Pocoyo e os seus amigos (quem quiser saber um pouco mais é só clicar neste link ou pesquisar no google)

Inclusive, o bolo de aniversário dos 3 anos foi do Pocoyo. 
Naquela altura ainda não havia nada para festas de aniversário do Pocoyo, pelo que os pais da Menina R tiveram de inventar (e inventaram muito bem).

segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Trilogia Animar o Remus III

Como de habitual nas minhas trilogias, a última fotografia é a minha preferida. 
Nesta trilogia de falhanços, posso dizer que esta é a fotografia que mais me entristeceu por não ter saído bem.
A estátua estava a menos de meio metro de distância, com o sol a dificultar a focagem.
E é precisamente a descofagem um dos motivos indicados pelo Remus.
Assim sendo para culminar esta trilogia, apresento uma fotografia focada, mas no local errado.

Ficou completamente desfocada a estátua e focada a berma do muro.
Assim encerro, em grande, esta trilogia intitulada Animar o Remus.
Espero que tenha servido para o animar e também para lançar alguma curiosidade em todos vocês relativamente à fotografia analógica.

Yashica Mat 124G
Kodak Tri X 400
f/3,5
1/500 s
Jardins do Palácio de Cristal, 04-06-2014

terça-feira, 12 de Agosto de 2014

Trilogia Animar o Remus II

O segundo motivo apontado pelo Remus para tamanha decepção, foi não perceber antecipadamente se uma fotografia resulta em P/B.
 
Pois bem, nesta segunda fotografia que apresento, penso consegir demonstrar esse lapso. Além de uma falha no enquadramento, com esta opção do P/B, o fundo constituído pelas sebes fica com os mesmos tons das estátuas.
A fotografia não tem qualquer edição, somente converti de TIF para JPEG, com a conversão a fotografia ficou mais clara e com mais contraste.

Yashica Mat 124G
Kodak Tri X 400
f/11
1/250 s
Jardins do Palácio de Cristal, 04-06-2014